Vendas e publicidade na internet contribuem para o crescimento das empresas

Vendas e publicidade na internet contribuem para o crescimento das empresas

Lojas virtuais que utilizam o PagSeguro como único intermediador dos pagamentos online ganham um reforço na divulgação de produtos que é um bônus em publicidade dentro do portal do UOL.

O bônus, estratégia utilizada pelo PagSeguro para estreitar relacionamento com os lojistas, dá direito à exposição dos produtos no Shopping UOL e à exibição da marca nos Links Patrocinados do UOL, além de poder divulgar no TodoDesconto, site de compras coletivas do UOL.

A vantagem da publicidade online é a divulgação segmentada, focada em um público pré-definido com grande potencial de compra, por isso possibilita maior visibilidade à marca e aumento de vendas.

O Brasil continua apresentando crescimento contínuo nas compras pela internet. Em 2010, o e-commerce registrou faturamento de R$ 14,8 bi, um crescimento de 40% em relação a 2009, segundo o e-bit. E a previsão é que as transações no varejo brasileiro ultrapassem os R$ 30 bilhões até o final deste ano, segundo a E-Consulting.

Os principais motivadores do crescimento do comércio eletrônico serão o aumento de transações nos sites de compras coletivas e o incremento nos investimentos em publicidade online. Só a publicidade na internet deve crescer 25%, somando R$ 1,7 bilhão. E o que contribuiu para o fortalecimento da mídia online foi a afirmação das redes sociais como uma das principais ferramentas utilizadas pelos internautas brasileiros.

De acordo com um estudo da trendwatching.com, uma agência de pesquisa de tendências de Londres, os possíveis consumidores encontram nos contatos das redes sociais as melhores fontes para conhecer, discutir e adquirir produtos e serviços.

Segundo o estudo, com o aumento do uso das redes sociais e outras tecnologias de comunicação online, os consumidores ativos ou em potencial tem utilizado suas redes de relacionamento como fontes confiáveis para arrecadar informações sobre as instituições e seus produtos, sendo assim menos influenciados pelas informações de desconhecidos.

Segundo dados da F/Nazca, os internautas brasileiros já somam 81,3 milhões. E a tendência é de crescimento.