Mostrando postagens do mês de: setembro 2015
Total de Postagens: 15

Marketing Digital Para Pequenas Empresas

Publicado dia 8 de setembro de 2015 as 12:00

O crescimento das vendas online no Brasil – Emprego e Renda

O crescimento das vendas online no Brasil – Emprego e Renda – Parte 01


O crescimento das vendas online no Brasil – Emprego e Renda – Parte 02

Publicado dia 8 de setembro de 2015 as 11:30

Documentário: 5 Anos Mudaram Tudo – Pense Marketing Digital

Publicado dia 8 de setembro de 2015 as 11:25

6 Motivos para investir em marketing digital

Publicado dia 8 de setembro de 2015 as 11:15

Criação do site de busca Google muda a história da internet

Publicado dia 8 de setembro de 2015 as 11:00

Brasileiro é o maior navegador da web

grafico-recorde-brasil

Os internautas brasileiros são os que navegam por mais tempo

Os internautas brasileiros são os que navegam por mais tempo, aponta IBOPE/NetRatings. O tempo médio de navegação de quem acessa a internet dentro de casa no Brasil foi de 21 horas e 20 minutos por internauta em janeiro de 2007. Na França esse tempo foi de 20 horas e 55 minutos e nos Estados Unidos chegou a 19 horas e 30 minutos. A seguir, no ranking de tempo de navegação residencial, aparecem a Alemanha (18h56), o Japão (18h31) e o Reino Unido (18h29).

O estudo do IBOPE/NetRatings mostra ainda que o número total de pessoas com acesso residencial à internet no Brasil ficou em 22,1 milhões, um número 10,7% maior que o registrado em janeiro de 2006. Já o número de usuários residenciais ativos atingiu 14 milhões de pessoas em janeiro deste ano. Esse valor é 17% maior que o registrado um ano atrás e 2,7% menor que o registrado em dezembro de 2006. Segundo o Ibope, a redução aconteceu devido ao período de férias escolares. Carros em alta O setor automotivo foi o que mais atraiu internautas em janeiro deste ano. O crescimento real das visitas a sites de montadoras, revistas especializadas e portais sobre o tema foi de 6%, o que significa o acréscimo de mais 2,2 milhões de visitantes. Entre as categorias que mais cresceram em número de visitantes nos últimos treze meses, segundo o IBOPE/NetRatings, estão: Viagens e Turismo, com crescimento de 46%, o que equivale a 3,2 milhões de internautas; Automotivo, com 45%; e Família e Estilo de Vida, com alta de 37%.

Fonte: Info Online

Publicado dia 4 de setembro de 2015 as 15:39

Mídia tradicional está perdendo recursos para o digital, diz estudo

midia-tradicional-esta-perdendo-recursos-para-digital-diz-estudo

Mídia tradicional está perdendo recursos para o digital, diz estudo

Quase três quartos dos executivos tomadores de decisão afirmam ter migrado parte do orçamento da publicidade tradicional para o digital em 2011, segundo um relatório publicado em março de 2012 pela DataXu. Destes, 23% transferiu entre 26% e 50% da verba antes destinada a mídia tradicional para os canais digitais. Ainda assim, esta tendência deve continuar no próximo ano, com aproximadamente 4 em cada 5 empresários planejando migrar recursos para a publicidade em mídias digitais.

Quando indagados sobre as razões que os levaram a aumentar o orçamento em canais digitais, a possibilidade de mensuração e prestação de contas foram as mais citadas pelos executivos tomadores de decisão (20%), ligeiramente à frente do aumento da interação com o consumidor (18%) e do menor custo por aquisição de clientes (16%). Cerca de 1 em cada 10 também citaram o preço mais baixo por lead, enquanto 7% mencionaram o menor custo por impressão como o maior atrativo para investirem em canais do gênero.

Dados do estudo ainda indicam que os comerciantes estão satisfeitos com os resultados de suas decisões tomadas ao longo do ano anterior, com aproximadamente 7 em cada 10 entrevistados concordando fortemente (30%) ou concordando (39%) que os resultados obtidos com o marketing melhoraram desde o ano passado, em comparação com apenas 12% que discordam.

Fonte: E-commerce News – Março 2012

Publicado dia 4 de setembro de 2015 as 14:00

Google indexa mais de 1 trilhão de URLs únicas na internet

Estatística que surpreendeu até mesmo os engenheiros do buscador

Google anunciou recentemente que registrou mais de um trilhão de URLs únicas na internet, marco que surpreendeu até mesmo os engenheiros do buscador, segundo post no blog oficial da companhia.

Além de anunciar a descoberta, o Google aproveitou para promover o escopo e magnitude de seu índex.

“Não queremos indexar cada um destes trilhões de páginas – muitos são similares aos outros ou representam conteúdo gerado automaticamente, o que não é muito útil para usuários que buscam. Mas estamos orgulhosos de ter o índex mais compreensivo entre todos os buscadores, e nosso objetivo sempre foi indexar todos os dados do mundo”, escreveram Jesse Alpert e Nissan Hajaj, engenheiros de software no time de infraestrutura de busca do Google.

Ironicamente, a divulgação do marco acontece dias antes do Google ganhar um novo rival, chamado de Cuil e criado por uma ex-funcionária, ser lançado oficialmente, oferecendo resultados reproduzidos de maneira diferente da do Google.

A controvérsia que sempre cercou a divulgação de números sobre o índex de buscadores foi amenizada com a conclusão que raramente usuários visitam mais que duas páginas de resultados online. Em outras palavras, o que importante é entregar os 10 resultados mais relevantes ao invés de 5 mil links que o usuário precisará separar.

O buscador também divulgou informações sobre como e com qual frequência analisa seus links.

“Atualmente, o Google analisa a internet constantemente, coletando páginas e informações atualizadas e reprocessando um gráfico de links muitas vezes por dia. Este gráfico de um trilhão de URLs é similar a um mapa feito totalmente com 1 trilhão de interseções. Muitas vezes por dia, fazemos equivalente computacionais para explorar totalmente cada interseção de cada estrada nos Estados Unidos. Com o problema que se trata de um mapa 50 mil vezes maior que o dos EUA, com 50 mil vezes mais estradas e cruzamentos”, afirma o post.

Fonte: Por IDG News Service/EUA

Publicado dia 4 de setembro de 2015 as 10:29

Google domina quase 90% do mercado de buscas no Brasil, diz pesquisa

O Google ganhou espaço no mercado de buscas brasileiro

O Google ganhou espaço no mercado de buscas brasileiro e domina praticamente 90% do segmento. Dados da consultoria Predicta apontam que 88,9% das buscas buscas orgânicas (não patrocinadas) foram feitas pelo site em junho, um crescimento de 1,3 ponto percentual em relação a maio.

Enquanto isso, os principais concorrentes internacionais permanecem praticamente empatados. A Microsoft teve 3,7% das buscas, contra 3,6% do Yahoo!. Sites nacionais de buscas ficaram com 3,1% do mercado.

“Essa informação torna-se extremamente estratégica para o Google, já que os concorrentes vêm se empenhando para ganhar terreno no segmento de buscas no mercado brasileiro”, afirma Fred Pacheco, gerente de BI (Business Intelligence) da Predicta, em nota.

A tendência de crescimento do Google no Brasil está na contramão do que ocorre nos Estados Unidos. De acordo com uma outra consultoria, a comScore, Yahoo! e Microsoft ganharam espaço no segmento em junho, enquanto o Google ficou com uma fatia menor, apesar de ainda ser dono da maior parte do mercado.

A análise indica que 61,5% das buscas nos Estados Unidos foram feitas pelo Google, uma queda de 0,3 ponto percentual em relação a maio. Enquanto isso, o Yahoo! ganhou 0,3 ponto, para 20,9%. A Microsoft ficou com 9,2%, taxa 0,7 ponto percentual maior que no mês anterior.

A quarta maior empresa de buscas na internet, a Ask.com, da IAC/InterActiveCorp, e a quinta colocada, a AOL, também perderam espaço, de acordo com a comScore.

A Microsoft vê a proposta de compra do Yahoo!, que já se arrasta desde fevereiro, como uma chance de fazer frente ao Google no mercado de buscas, que, com o sistema de links patrocinados, fica com grande parte do investimento em publicidade na internet. Sozinho, o Google tem uma participação no mercado de buscas –responsável por metade de seu faturamento– maior que todos os seus concorrentes juntos nos Estados Unidos e no Brasil.

Fonte: Folha Online

Publicado dia 4 de setembro de 2015 as 10:13

Internet no Brasil chega a 78 mi de usuários

internet-brasil-chega-78-mi-usuarios

Internet no Brasil chega a 78 mi de usuários

O número de pessoas com acesso à Internet no Brasil cresceu 5,5 por cento no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo 77,8 milhões de habitante, segundo dados do Ibope Nielsen Online.

Na comparação com o segundo trimestre de 2009, o salto foi quase quatro vezes maior, de 20 por cento.

Em agosto apenas, foram contabilizados 45,4 milhões de internautas ativos no trabalho ou em domicílios, aumento de 9,2 por cento ano a ano. O tempo de acesso à Internet também cresceu no mês passado, em 6,4 por cento sobre julho, para 69 horas por pessoa.

De acordo com o Ibope, o maior volume de acessos foi proveniente de domicílios, com alta de 14,4 por cento em agosto sobre um ano antes, somando 37 milhões de usuários.

Os sites de Educação e Carreiras responderam pelo maior número de acessos únicos no mês passado, avançando 9,1 por cento (25,8 milhões de usuários) ante julho, seguido por aqueles de Ocasiões Especiais, com expansão de 8,3 por cento.

A categoria de Comunidades, que engloba os sites de redes sociais, alcançou 39,3 milhões de usuários em agosto, o que equivale a 87 por cento dos internautas ativos.

No último mês, o Facebook somou 30,9 milhões de usuários únicos, superando o Orkut, com 29 milhões. Já o Twitter marcou 14,2 milhões de internautas.

O crescimento do Facebook no país motivou a empresa iniciar uma operação local no Brasil este ano. A empresa contratou o ex-vice presidente para a América Latina do Google Alexandre Hohagen para expandir seus negócios na região.

O Ibope apurou ainda que, em agosto, o tempo gasto por usuários brasileiros em redes sociais foi de 7 horas e 14 minutos, em média.

Fonte: Reuters – Setembro de 2011

Publicado dia 4 de setembro de 2015 as 10:11